É isso ai pessoal! Acabou-se o que era doce!
Hoje é dia do último post da nossa série “Um quarto por dia”, onde preparei pra vocês 5 decorações diferentes para o mesmo singelo quartinho, o meu! 🙂
Através dessa sequência de postagens conseguimos perceber que é possível “vestir” o ambiente com a roupa que a gente desejar, bastando pra isso sermos verdadeiros sobre o que realmente nos representa e encanta.
Existem mais estilos do que os cinco apresentados? Sim, muitos e muitos mais.
Infelizmente não deu pra ir muito além, até porque ficaríamos falando disso um ano inteiro, e ainda seria pouco! kkk A intenção era apenas te motivar a buscar a decoração que mais te agrada, mesmo que a sua favorita não esteja no meio das minhas postagens.
Se eu consegui te inspirar um pouquinho que seja, já tô mega feliz!
Mas espera aí… Não acabou ainda não! Bora curtir nossa última “produça”. Vem comigo!
Nossa linda (e derradeira) inspiração é:
A inspiração vintage é tudo de bom né gente?! Cheia de personalidade que só ela!
Sua estética tem chame, muitas referências ao passado e um ar de nostalgia que nos faz voltar no tempo. E não estamos aqui falando de riqueza e ostentação. É possível levar uma pitadinha do astral vintage pra dentro de casa fazendo o que a gente mais gosta… Garimpar! 🙂
Isso mesmo! Garimpe móveis e objetos vintage em antiquários, brechós, feiras de usados, lojas de móveis antigos e, claro, na casa da vovó. Em lojas de decoração mais contemporâneas você também encontra boas opções de releituras de mobiliário antigo.
Opte por móveis clássicos, com formas arredondadas, pés palito, tons neutros, pastéis e amadeirados. Use e abuse de objetos capazes de contar histórias, como gaiolas, abajures bordados, porcelanas, cristais, relógios, bicicletas e rádios antigos. Tudo que tiver uma história familiar por trás ajuda a reforçar o clima de nostalgia. Peças bordadas à mão e fotos antigas de família ajudam a compor o clima.
Mas como tudo tem um limite, fique atento para não exagerar na dose e recriar um cenário da novela das 6 aí na sua casa. O bacana é pontuar os espaço com algumas peças vintage e elementos mais contemporâneos, equilibrando os estilos e harmonizando o espaço.
Vintage ou retrô. Sabes a diferença?
Quando usamos a palavra vintage nos referimos ao produto original, e quando usamos a palavra retrô, nos referimos a um produto novo, produzido aos moldes da peça de época, como se fosse uma releitura de décadas anteriores. Por isso as peças vintage podem e devem ter um valor mais elevado do que as peças retrô, por conta de sua história e representatividade.
A palavra vintage tem suas origem nos vinhos. “Vint” vem de “colheita” e “age”, de idade. Por isso o conceito de “quanto mais velho, melhor” seja muito bem aplicado nesse caso. Já o termo retrô significa “olhar para trás”.
Pra resumo da ópera, o retrô nada mais é do que algo novo feito para ter carinha de antigo e o vintage é algo antigo de verdade, que carrega em si a estética e a cultura de uma época específica. Sacou?
Tá certo, nem tudo na minha produção é vintage! kkk Mas algumas peças são e, mesmo em menor quantidade, conseguem imprimir essa atmosfera “antiguinha”. Tô satisfeita! kkk

 

A seguir, a foto mais vintage dessa decoração.
Nela vemos uma linda luminária que arrematei por um preço ótimo da loja m.o.o.c., um espelho de época que ganhei de um amigo e um ventilador estiloso dos anos 60, que até hoje funciona perfeitamente.
Essas peças são os xodós da minha vida. Não vendo, não dou e não empresto. kkk Apego no grau mil!

 

A composição de quadros na parede respeitou ao seguinte critério: Não teremos critério! kkk
Separei os quadros que eu achava que combinariam melhor com as peças mais “cara de vovó” da casa. Achei bem bonita e vou usar muitas vezes ainda!

 

O vaso de vidro, que é inspirado num garrafão de água antigo, encontrei na loja Feira, localizada na Antiga Fábrica da Bhering. A almofadinha style é da IKEA, nossa queridinha.
Mesmo não sendo uma autêntica decoração vintage, podemos dizer que representa um (a)  morador (a) contemporâneo (a) que vive com os pés no presente e a cabeça no passado. O tipo de pessoa que me interessa e que eu gostaria de ser amiga! 🙂
Olha que cantinho gostoso pra ler um livro, tomar um drink bem estiloso e ouvir uma boa música (de vitrola é claro!). Nada mais vintage que isso! 🙂
 
E por aqui terminamos a nossa semana de quartos para inspirar, meus queridos!
Espero que vocês tenham aproveitado as dicas de cada estilo e que tenham ainda mais repertório para montar o quarto dos sonhos de vocês. Não importa se vai ser rápido chegar a esse objetivo, o que vale é se encantar e aproveitar o processo.
Escolha cada detalhe com calma, paixão e criatividade… No final o que você terá será um cantinho pra lá de especial, assim como você é! Acredite!

Comentários

Comentários