O leitor do Espaço Decorviva de hoje é daqueles que bate no peito e diz cheio de orgulho: Fui eu que fiz! E com toda razão.

Hoje tenho o prazer de trazer pra vocês todos os detalhes charmosos e personalizados criados pelo leitor Jota C. Angelo (professor/ilustrador/grafiteiro/blogueiro/gente boa pra caramba) que fez o carinho de me mandar fotos do seu espaço de estudo e descanso e descrever tim-tim por tim-tim todas as soluções bacanudas que ele mesmo criou para a decoração. Vendo as fotos que vem por ai, vai bater uma vontade irresistível de arregaçar as mangas e soltar a imaginação no seu quarto também, te garanto! Portanto desencane e inspire-se. Tá liberado pra fazer igual!

E eu que já sou empolgada, fico também orgulhosa em mostrar como é inspirador a gente colocar a cachola pra funcionar e traduzir a nossa personalidade na decoração do nosso cantinho. Olhe com carinho para cada detalhe do quarto do Jota e me diga se tudo não é exatamente a cara dele: Super criativo e gente boa pra caramba 🙂

Vamos dar um role juntos por todos os cantinhos desse quarto? O texto é do próprio Jota! Afinal, nada melhor do que ter o próprio morador apresentando a casa né?

 
O cantinho de vestir:
 
 
“Vivi meu quarto é o meu cantinho
preferido, pois aqui tem todas as coisas que preciso e onde
passo a maior parte do meu tempo quando estou em casa. Quase todas as
coisas foi eu que fiz, pesquisando em blogs e sites de decoração.

Escolhi
essa arara porque ela ocupa pouco espaço já que meu quarto é minúsculo.
Achei na Tok&Stok e ainda consegui um desconto porque estava faltando
um parafuso.

O quadro acima da arara é uma arte de um leitor do meu blog (que virou amigo), o Fabio Lopes de São Paulo. Ele foi escolhido para
participar de uma exposição que reunia 50 talentos achados em uma rede
social. O shape de skate comprei de um grafiteiro chamado Douglas Oxy. Eu já conhecia o trabalho dele porque fez curso de graffiti na mesma
escola que eu.

O quadrinho dos Beatles eu que fiz. Mandei imprimir a imagem na gráfica em papel adesivo e colei no quadro de MDF.

Além disso, aproveitei uns retalhos de tecido e encapei umas caixas de sapato.”

O cantinho de estudar:

 
“Sempre quis ter uma parede cheia de quadrinhos, a minha está chegando lá. O caixote de feira pintado de preto serve como mesa de cabeceira e para guardar documentos em pastas.”
O cantinho de dormir:
“O edredom foi um achado da Riachuelo (Como é difícil achar edredons com estampas legais e masculinas! Aff!) A almofada é da Imaginarium“.
 
 “Já deu pra perceber que sou apaixonado por coisas retrô né? Esse quadro da Betie Page é uma imagem tirada da revistas Rolling Stones e o fundo é um tecido listrado. No vinil fiz o mesmo: Colei uma imagem do Lennon e da Yoko tiradas da revista. O quadro da banda Pata de Elefante comprei numa feira e o do filme Laranja Mecânica achei no blog Casa de Colorir, mandei imprimir e emoldurei”.

Os cantinhos de organizar:

“Meu quadro de fotos e referências! Usei um ganchinho atrás para pendurar o fone de ouvido. O quadrinho ao fundo que não dá pra ver direito é um Cupkcake feito por mim”.

 
“O quadro de caveira mexicana foi
feito por uma amiga artista plástica e tatuadora chamada Débora Páramo.
Descanso de copos com imagem vintage da Coca-cola feito por mim com
Decoupage. O cacto é uma caneta da Imaginarium e o globo comprei numa
lojinha de presentes no shopping.
Esse caixote pintei com tinta spray e agora ele serve para guardar livros e materiais de artesanato”.

 
“A estante é feita com caixotes de feira, cada um pintado de uma cor, e as caixas de sapato encapadas com papel e tecido. O espelho em formato de TV e o radinho retrô são da Imaginarium. Esse porta-lápis foi feito junto com meus alunos usando caixas de leite e jornal.”

 Os cantinhos de sorrir:

1- Nichos coloridos para expor a coleção de Toy-art e o quadrinho de Cupcake pintado por mim.
 
2- Preguei
essa prancha de skate na parede para usar como quadrinho, a imagem é
uma arte minha. Os dois quadros ao lado do espelho tem pôsteres do meu
amigo e professor de grafiti Márcio Bunys.

3- A letra A eu fiz com papelão e gesso e pintei com spray. Tenho esse porquinho fofo como personagem que grafito nas ruas.

4- Esse
porta-lápis foi feito reutilizando parte de uma calça jeans velha.
Preguei-a numa moldura de silk, fiz uns rabiscos e respingos aleatórios
com tintas, preguei uns botons e fitas ganhadas no espaço do Multishow
no Rock in Rio 2011. O porquinho ganhei de uma amiga.

 . . .
E ai, conta pra mim: O Jota entende ou não entende de decoração faça você mesmo, heim? E como se não bastasse toda sua criatividade, ele também tem um blog muito bacana chamado “O Último Black Power” onde coloca de tudo um
pouco: Decoração, moda, arte, referências de estilo etc… Faz uma visita lá
que ele vai adorar!
 . . .
Já teve outra casa de rapaz aqui no Espaço do Leitor
Decorviva, lembra? Eles estão com tudo meeeeesmo! Ponto para os meninos 🙂

Comentários

Comentários