Vou te fazer uma pergunta e quero sinceridade, ok? Quantas vezes você realmente usa a mesa de jantar e faz suas refeições nela, sozinho ou junto com a família? Se a resposta for a da maioria dos entrevistados, você respondeu quase nunca, não é mesmo?

Pois é, essa constatação foi prevista pela consultoria inglesa WGSN, um dos maiores escritórios de pesquisa de tendências de moda do mundo, que lançou em 2010 uma divisão específica para detectar o que será tendência na decoração, a Home Build Life (HBL).

Segundo a WGSN, a sala de jantar não vai mais existir em 2020. Pelo menos não como espaço formal, mesa retangular com lugares marcados que representem a hierarquia familiar. As refeições diárias ou as de dias festivos serão feitas informalmente nos sofás, diante de mesas que abrem e fecham, ou num prolongamento da cozinha em mesas arredondadas (como nas copas de antigamente), num ambiente mais acolhedor e de aproximação entre as pessoas. “A sociedade está cada vez mais trancada em condomínios e mantendo relações virtuais que diminuem a interação real”, diz Andrea Bisker, diretora da WGSN para a América do Sul. “É natural que se busque o conforto do lar como antídoto para a insegurança, como local para relaxar, se proteger e ter conforto.”

Esse movimento gera o desejo do consumidor por uma casa flexível, com móveis que podem ser mudados de lugar facilmente em ambientes modulares e que tenham mais de uma utilidade. Particularmente, apesar de reconhecer a tendência e acreditar que minha sala seria muito mais ampla sem a tradicional mesa de jantar, continuo old school e mantenho a minha, porque mesmo usando pouco, acho que ainda é melhor com ela do que sem ela.

TER OU NÃO TER, EIS A QUESTÃO:
Pouco espaço? Um aparador atrás do sofá vira mesa na hora das refeições.
Espaço multiuso: Mesa de jantar + home office no mesmo lugar.
Em dia de festa eu encostaria a mesa na parede e ganharia uma pista de dança.

Cadeiras diferentes trazem leveza e descontração a essa mesa gigantona.
Para dar nova função ao espaço é só distribuir as cadeiras pela casa e usar a mesa como aparador.
Essa minha mesa de jantar é tudo. Ocupa pouco espaço, tem tampo extensível e 4 lugares que já chegaram a 10 num almoço entre amigos. Posso mudar estofado e até jogar uma tinta nela, mas no lixo eu não jogo não.

Fotos: Site Casa e Jardim (com exceção da primeira vinda do site da Casa Cláudia e da última que é minha )

Comentários

Comentários